História e Arte da Estância Turística de Ribeirão Pires - São Paulo
Imprimir
Seção: Músicos
Seção: Músicos

Entrevista com Os Seresteiros Amigos

O professor Feihs Sabbag é descendente de uma das primeiras famílias de nossa cidade, foi nosso professor de Francês nos anos 70 e hoje é um dos integrantes do grupo musical informal, Os Seresteiros Amigos, além de ser nosso contato para esta entrevista:

 
Os Seresteiros Amigos em 2007
Os Seresteiros Amigos em 2007

H&A: O que vem a ser os Seresteiros Amigos?

FS: É um grupo de pessoas que gostam de cantar, principalmente canções seresteiras e variadas. Somos todos grandes amigos, daí o nome Seresteiros Amigos. Apresentamos também, cantores do grupo que são solistas. Não somos profissionais. Todos são amadores. Nosso grupo teve início no mês de agosto de 2006.

H&A: Como surgiu a idéia?

FS: Algumas pessoas do grupo visitaram a cidade de Conservatória, no Rio de Janeiro e conheceram os seresteiros de lá que saem fazendo serenatas no sábado à noite, percorrendo a pequena cidade. No domingo pela manhã fazem a solarata. As pessoas que os acompanham, cantam também. A idéia inicial partiu da senhora Ana Maria Baroni Pol que me convidou para ser o regente e queria com isto prestar uma homenagem à nossa saudosa amiga Julieta Tolezano. Teria que ser no Largo da Matriz, pois era o trajeto que Julieta fazia diariamente para ir à Igreja, onde fazia parte do nosso Coral da Matriz. O primeiro encontro do grupo foi na casa do casal Joel e Dora Maziero.

professor Feihs Sabbag
professor Feihs Sabbag

H&A: Quais dificuldades tiveram?

FS: No início começamos com o acompanhamento de um violão e uma percussionista. Agora temos dois violonistas, um bandolim e percussão. Tivemos dificuldades com cadeiras para a platéia nas apresentações, falta de microfones e som adequados. A Prefeitura nos cederia, mas não tinha operador disponível. Nós mesmos carregamos as cadeiras, cedidas pela Igreja Matriz e Sociedade de São Vicente de Paulo, e nós mesmos as recolhemos. Torna-se muito cansativo. Já tivemos três apresentações. A platéia torna-se cada vez maior. Cantamos no Rotary Clube, Loja Maçônica, no ENAU, no Centro de Suplência e na Praça Sabará.

H&A: Na sua visão, qual a importância desse tipo de agremiação nos dias de hoje?

FS: Hoje é muito difícil encontrar um grupo amigo como é o nosso. Conversamos sobre várias músicas, fazemos a seleção das mesmas em conjunto. O fato de nos reunirmos todas as quartas-feiras à noite para os ensaios, é que nos dá muita alegria, pois cada ensaio é feito na casa de um dos componentes do grupo. A falta de espaço para os ensaios, também foi uma das dificuldades. Durante os ensaios rimos bastante para esquecer o cansaço do dia-a-dia. Faz muito bem para o nosso ego.

H&A: Quais são os participantes e como vocês agendam suas atividades?

FS: Os participantes são: Ana Maria Baroni Pol, Carmen Benvinda Garcia Rossi, Doraci Guariento Maziero (Dora), Edson Rossi, Feihs Sabbag (regente), Fioravante Guariento (Fiori), Flora Paula Santin, Françoise Marie Teisseire, Helena Magno (percussionista), Helio Esrien Pol, Jonas Pedro da Silva, José Hélio Freire Pinto (Violonista), Marilisa Del Santo Amaral, Marina Motta do Amaral, Myriam Dib, Nilce Thereza Bighetti Ferreira, Odayr Miguel de Lima, Rene Alves dos Santos (Bandolim), Rosa Maria Rego Barros Sabbag, Rosa Tarcília Trivellato, Rosangela Penace Soares Menino, Sérgio Luiz do Amaral e Nilo Bento Evangelista (Violonista). As apresentações são agendadas pelo próprio grupo com publicação nos jornais e rádio da nossa cidade.

H&A: Há planos para 2008 e o futuro?

FS: Faremos apresentações no Largo da Matriz. Só saberei quando, após o início dos ensaios no mês de fevereiro deste ano.


Telefones para contato: A/c de Feihs Sabbag: [JosObfuscator] Wg4.$b.8-l2>*2aH8%Xmw[-?HH.3`cA9K9D2gPc7 e [JosObfuscator] >`1Eo9jlrCZ8|7+E06@?v4UBcv-LHP@31N)~9pk159. Os Seresteiros Amigos possuem um DVD com suas apresentações e você pode ver alguns clipes aqui:

 
Criado e mantido por iD Studio © 2008-2011 - www.idstudio.art.br